Mini aquecedor portátil.

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 01 mar 2013, 20:16

Já agora outra duvida, para aumentar o calor feito pela resistência deve-se aumentar a diferença de potencial ou a intensidade?



Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 4984
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Agradecimento recebido: 8 vezes

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por Duzia12 » 01 mar 2013, 20:34

Uma e outra estão relacionadas pela lei de OHM U=R x I para R constante se aumentar U aumenta I, mas não deve uktrapassar a potência de dissipação da resistência, se esta aquecer muito acima de uma temperatura queima.


I=U/R

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 01 mar 2013, 20:47

ok obrigado, já estou familiarizado com essa formula :)

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 02 mar 2013, 18:45

Boa noite a todos, alguém sabe por alto qual é a melhor área de secção recta (ou se a alguma formula) de um fio de cromo-niquel para usar neste tipo de utilização?

Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 4984
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Agradecimento recebido: 8 vezes

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por Duzia12 » 02 mar 2013, 19:27

Duzia12 Escreveu:Aplicação

Desejamos projetar um ebulidor elétrico que permita aquecer um litro de água pura de 25oC até 60oC em um minuto. O resistor desse ebulidor deve ser feito com fio de niquel-cromo (nicromo) de secção reta de área 0,25 mm2. A fonte de alimentação é a rede elétrica domiciliar, de tensão nominal de 127V.
Qual deverá ser o comprimento desse fio?
São dados: calor específico da água = 1,00 cal/g.oC, equivalente mecânico da caloria = 4,186 J/cal, densidade da água = 1000 g/l.

Solução
De início, calculemos a quantidade de calor (Q = m.c.Dq ), em calorias, que essa quantidade de água deve receber para incrementar sua temperatura de 35oC (60 - 25 = 35); lembrando que m = d.V (massa = densidade x volume):

Q = m.c.Dq = d.V.c.Dq = 1000 (g/l).1(l).1(cal/goC).35(oC) = 35 000 cal

Esta é a quantidade de energia térmica que a água deve receber e, portanto, é também a quantidade de energia elétrica que deverá ser consumida no processo.
Como 'cal' é uma unidade incoerente de energia (não pertence ao SI), vamos converter para joule, usando do equivalente mecânico da caloria (Princípio da equivalência - Termodinâmica - E = J.Q):

E(joule) = J(joule/cal).Q(cal) = 4,186(joule/cal). 35 000(cal) = 146 510 J

A seguir, calculemos a potência elétrica (P = E/Dt) desse ebulidor:

P = E(joule)/Dt(segundos) = 146 510(joule)/60(segundos) = 2 441,8 W

Para potência elétrica dissipada por resistor temos as expressões: P = U.i = R.i2 = U2/R; nos interessa a seguinte:

P = U2/R ou R = U2/P = 1272(volts2)/2 441,8(W) = 6,60 W

Resta, a seguir, obter o comprimento do fio de nicromo (resistividade = r = 1,1 W.mm2/m, conforme tabela acima) a ser utilizado:

R = r.L/A ==> L = R.A/r = 6,60(W).0,25(mm2)/1,1(W.mm2/m) = 1,5 m .

Resposta: Serão necessários L =1,5 m de fio nicromo de seção 0,25 mm2.

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 02 mar 2013, 20:43

eu raparei nesse post, só não sabia se devia ser igual, porque eu não vou usar para aquecer agua, logo estava na duvida, mas obrigado.

Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 4984
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Agradecimento recebido: 8 vezes

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por Duzia12 » 03 mar 2013, 12:07

Pode usar qualquer secção, aquele era um exemplo. Quanto mais S menor R R*Ró x l/S

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 03 mar 2013, 13:40

Então quanto maior R maior vai ser o calor dado ou é ao contrário?

jaimereis
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 2011
Registado: 30 abr 2011, 11:56
Profissão: Electricista
Localização: Almada/Charneca da Caparica
Enviou: 2 vezes
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por jaimereis » 03 mar 2013, 17:22

se é calor que quer, então tem que criar resistencia á condução....
Jaime Reis

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 03 mar 2013, 18:24

um pequeno offtopic:
logo no inicio, antes de me inscrever aqui no forum estive a fazer uma experiência, com três pilhas de 1.20v ligadas entre si em serie e depois com o tal filamento de cobre unir os dois pólos, a "potencia" das três pilhas era suficiente para queimar o verniz do filamento e dar algum calor, mas com o mesmo filamento numa pilha de 9v (sei que tem carga porque usei o multímetro para ver) não acontece nada ao unir os dois pólos, alguém tem uma ideia do que seja?

não criei outro tópico porque achei que não era necessário.

Avatar do Utilizador
nelmindo
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 5050
Registado: 14 abr 2008, 10:52
Profissão: Electricista
Localização: PORTO
Enviou: 16 vezes
Agradecimento recebido: 141 vezes

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por nelmindo » 03 mar 2013, 20:29

j@ime Escreveu:um pequeno offtopic:
logo no inicio, antes de me inscrever aqui no forum estive a fazer uma experiência, com três pilhas de 1.20v ligadas entre si em serie e depois com o tal filamento de cobre unir os dois pólos, a "potencia" das três pilhas era suficiente para queimar o verniz do filamento e dar algum calor, mas com o mesmo filamento numa pilha de 9v (sei que tem carga porque usei o multímetro para ver) não acontece nada ao unir os dois pólos, alguém tem uma ideia do que seja?

não criei outro tópico porque achei que não era necessário.
A resistência interna das pilhas é diferente, sendo que na pilha de 9V é maior, logo opõe-se à passagem de corrente, necessária para gerar mais calor.
E=U-rI, E é a tensão da pilha em vazio, U a tensão quando está a funcionar, r a resistência interna da pilha, e I a corrente que sai da pilha.

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 03 mar 2013, 20:48

A resistência interna das pilhas é diferente, sendo que na pilha de 9V é maior, logo opõe-se à passagem de corrente, necessária para gerar mais calor.
E=U-rI, E é a tensão da pilha em vazio, U a tensão quando está a funcionar, r a resistência interna da pilha, e I a corrente que sai da pilha
e qual é a razão da pilha de 9v se opor à passagem de corrente?
..................

U- tensão igual a intensidade?

Duzia12
Oficial
Oficial
Mensagens: 4984
Registado: 27 fev 2008, 20:53
Profissão: Professor/Lic. Controlo Industrial
Localização: Braga
Agradecimento recebido: 8 vezes

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por Duzia12 » 03 mar 2013, 21:41

Vai estudar melhor!!

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 03 mar 2013, 21:49

já percebi porque, desculpem lá.

j@ime
Curioso
Curioso
Mensagens: 20
Registado: 27 fev 2013, 19:51
Localização: Fátima

Re: Mini aquecedor portátil.

Mensagem por j@ime » 07 mar 2013, 20:16

Boa noite a todos, venho aqui perguntar-vos se existe alguma relação entre a tensão e o condutor, como já disse e vocês explicaram, uma pilha pode recusar-se a passar a corrente Eletrica, e eu queria saber se alguma maneira de saber se existe uma relação entre isso, porque antes de comprar a liga, tenho de ter a certeza que não tem secção recta a menos para a tensão dada, ou não é nada disso?

cumps,

Responder

Voltar para “Ideias”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante