Interruptores Diferenciais - Questões

pauloms
Curioso
Curioso
Mensagens: 54
Registado: 24 jan 2012, 02:15
Localização: coimbra

Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por pauloms » 15 mai 2014, 21:04

Vivam,

Tenho algumas dúvidas relativas aos interruptores diferenciais (interruptores, não disjuntores) que passo a enunciar:

1. - O que acontece se tiver um IDR de 25A num circuito em que passem 30A? O IDR vai disparar ou vai avariar ou simplesmente não funciona?

2. - Creio que nas normas, a sensibilidade recomendada para protecção de bens e máquinas é de 300 mA. Quais os inconvenientes em se usar um diferencial mais sensível, de 30 mA, por exemplo?

3.- Repetindo-me, não é sempre melhor usar diferenciais o mais sensíveis possível para protecção de pessoas e também dos equipamentos?


Obrigado



Avatar do Utilizador
Mário
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 7202
Registado: 09 nov 2007, 22:11
Localização: Lisboa
Enviou: 3 vezes
Agradecimento recebido: 120 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por Mário » 15 mai 2014, 21:18

pauloms Escreveu:Vivam,

Tenho algumas dúvidas relativas aos interruptores diferenciais (interruptores, não disjuntores) que passo a enunciar:

1. - O que acontece se tiver um IDR de 25A num circuito em que passem 30A? O IDR vai disparar ou vai avariar ou simplesmente não funciona?

IDR = Interruptor diferencial residual, os interruptores não fazem corte automático.


2. - Creio que nas normas, a sensibilidade recomendada para protecção de bens e máquinas é de 300 mA. Quais os inconvenientes em se usar um diferencial mais sensível, de 30 mA, por exemplo?

E porque não usar de 500mA, depende das situações, até pode ser temporizado.

3.- Repetindo-me, não é sempre melhor usar diferenciais o mais sensíveis possível para protecção de pessoas e também dos equipamentos?

Para pessoas sim, para equipamentos nem sempre.

Obrigado
A Azul

Cump.
Mário
"Se, tremes de indignação sempre que se comete uma injustiça no Mundo, então somos companheiros que é o mais importante"

pauloms
Curioso
Curioso
Mensagens: 54
Registado: 24 jan 2012, 02:15
Localização: coimbra

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por pauloms » 15 mai 2014, 23:41

Mário Escreveu:1. - O que acontece se tiver um IDR de 25A num circuito em que passem 30A? O IDR vai disparar ou vai avariar ou simplesmente não funciona?

IDR = Interruptor diferencial residual, os interruptores não fazem corte automático.
Não percebi.
Mário Escreveu:2. - Creio que nas normas, a sensibilidade recomendada para protecção de bens e máquinas é de 300 mA. Quais os inconvenientes em se usar um diferencial mais sensível, de 30 mA, por exemplo?

E porque não usar de 500mA, depende das situações, até pode ser temporizado.
Também não percebi a resposta...
Mário Escreveu:3.- Repetindo-me, não é sempre melhor usar diferenciais o mais sensíveis possível para protecção de pessoas e também dos equipamentos?

Para pessoas sim, para equipamentos nem sempre.
Pois, mas porquê? Os harmónicos produzidos pelos motores induzem falsos disparos nos diferenciais muitos sensíveis?

rainbow
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 1187
Registado: 10 ago 2009, 10:15
Agradecimento recebido: 10 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por rainbow » 16 mai 2014, 02:50

Boa noite.

Como em qualquer interruptor, não convém que passe pelos seus contatos uma corrente superior à nominal. Como o colega Mário tinha dito, o interruptor não vai "disparar" porque simplesmente não foi construido para o fazer.
Os inconvinientes de usar uma sensibilidade maior num dispositivo diferencial são os disparos "indevidos", ou seja, quando o dispositivo desarma sem que o devesse ter feito. Isto obviamente depende da instalação, não acontece por acontecer.
Nem sempre é a melhor solução usar uma sensibilidade elevada, por exemplo, pela razão que já mencionei, pelos custos, etc. Como o colega também já tinha dito, no que toca à protecção de pessoas, quanto menos corrente, melhor.

pauloms
Curioso
Curioso
Mensagens: 54
Registado: 24 jan 2012, 02:15
Localização: coimbra

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por pauloms » 16 mai 2014, 11:57

rainbow Escreveu:Como em qualquer interruptor, não convém que passe pelos seus contatos uma corrente superior à nominal. Como o colega Mário tinha dito, o interruptor não vai "disparar" porque simplesmente não foi construido para o fazer.
Ou seja, se tivermos um IDR de 30mA e corrente nominal de 25A a proteger um circuito em que estão a passar 30A e há uma descarga à terra de 100 mA, o IDR não vai disparar?

rainbow Escreveu:Os inconvinientes de usar uma sensibilidade maior num dispositivo diferencial são os disparos "indevidos", ou seja, quando o dispositivo desarma sem que o devesse ter feito. Isto obviamente depende da instalação, não acontece por acontecer.
EXacto, mas era isso que eu queria saber. Como antecipar esses possíveis problemas para colocar o diferencial o mais sensível possível. Creio que o risco de incêndio só acontece com passagem de corrente acima de 300mA mas, uma vez que o eléctrodo da terra é actualmente acessível do exterior a qualquer um que tenha uma chave de fendas (!!!), na possível situação de inexistência de terra, o equipamento defeituoso pode incorrer em um risco para pessoas. Assim, penso que pelo menos um 30mA também seria aconselhado para esses equipamentos, pelo menos os com carcaça metálica.
rainbow Escreveu:Nem sempre é a melhor solução usar uma sensibilidade elevada, por exemplo, pela razão que já mencionei, pelos custos, et
Pelos custos não faz sentido porque a diferença de preço é quase insignificante.

jaimereis
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 2011
Registado: 30 abr 2011, 11:56
Profissão: Electricista
Localização: Almada/Charneca da Caparica
Enviou: 2 vezes
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por jaimereis » 16 mai 2014, 12:11

pauloms Escreveu:
rainbow Escreveu:Como em qualquer interruptor, não convém que passe pelos seus contatos uma corrente superior à nominal. Como o colega Mário tinha dito, o interruptor não vai "disparar" porque simplesmente não foi construido para o fazer.
Ou seja, se tivermos um IDR de 30mA e corrente nominal de 25A a proteger um circuito em que estão a passar 30A e há uma descarga à terra de 100 mA, o IDR não vai disparar?
acho que está a criar dois problemas, num,..... primeiro fala de 25- e 30A, essa é a corrente maxima admissivel no dispositivo, se for superior, queima ou danifica-se, este não foi construido para actuar em sobre-corrente, outra coisa é os 30mA, é a corrente de defeito, se for superior dispara...independentemente da corrente nominal...seja ela de 20A ou 2A....
rainbow Escreveu:Os inconvinientes de usar uma sensibilidade maior num dispositivo diferencial são os disparos "indevidos", ou seja, quando o dispositivo desarma sem que o devesse ter feito. Isto obviamente depende da instalação, não acontece por acontecer.
EXacto, mas era isso que eu queria saber. Como antecipar esses possíveis problemas para colocar o diferencial o mais sensível possível. Creio que o risco de incêndio só acontece com passagem de corrente acima de 300mA mas, uma vez que o eléctrodo da terra é actualmente acessível do exterior a qualquer um que tenha uma chave de fendas (!!!), na possível situação de inexistência de terra, o equipamento defeituoso pode incorrer em um risco para pessoas. Assim, penso que pelo menos um 30mA também seria aconselhado para esses equipamentos, pelo menos os com carcaça metálica.pode por...não tem mal....
rainbow Escreveu:Nem sempre é a melhor solução usar uma sensibilidade elevada, por exemplo, pela razão que já mencionei, pelos custos, et
Pelos custos não faz sentido porque a diferença de preço é quase insignificante.depende da gama...e da marca...
Jaime Reis

pauloms
Curioso
Curioso
Mensagens: 54
Registado: 24 jan 2012, 02:15
Localização: coimbra

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por pauloms » 16 mai 2014, 13:29

jaimereis Escreveu:Ou seja, se tivermos um IDR de 30mA e corrente nominal de 25A a proteger um circuito em que estão a passar 30A e há uma descarga à terra de 100 mA, o IDR não vai disparar?
acho que está a criar dois problemas, num,..... primeiro fala de 25- e 30A, essa é a corrente maxima admissivel no dispositivo, se for superior, queima ou danifica-se, este não foi construido para actuar em sobre-corrente, outra coisa é os 30mA, é a corrente de defeito, se for superior dispara...independentemente da corrente nominal...seja ela de 20A ou 2A....
A minha questão com a corrente admissível também tem a ver com o porquê de se escolher, por vezes, IDRs com 25A para determinado circuito e não logo um de 40A ou 63A, pois a diferença de preço é quase nula (para Efapel, por exemplo).

jaimereis Escreveu:rainbow Escreveu:
Nem sempre é a melhor solução usar uma sensibilidade elevada, por exemplo, pela razão que já mencionei, pelos custos, et

Pelos custos não faz sentido porque a diferença de preço é quase insignificante.depende da gama...e da marca...
Para os da Efapel a diferença é quase nula, nomeadamente para os 2P.
jaimereis Escreveu:rainbow Escreveu:
Os inconvinientes de usar uma sensibilidade maior num dispositivo diferencial são os disparos "indevidos", ou seja, quando o dispositivo desarma sem que o devesse ter feito. Isto obviamente depende da instalação, não acontece por acontecer.

EXacto, mas era isso que eu queria saber. Como antecipar esses possíveis problemas para colocar o diferencial o mais sensível possível. Creio que o risco de incêndio só acontece com passagem de corrente acima de 300mA mas, uma vez que o eléctrodo da terra é actualmente acessível do exterior a qualquer um que tenha uma chave de fendas (!!!), na possível situação de inexistência de terra, o equipamento defeituoso pode incorrer em um risco para pessoas. Assim, penso que pelo menos um 30mA também seria aconselhado para esses equipamentos, pelo menos os com carcaça metálica.pode por...não tem mal....
Mas então em que situações, declaradamente não se devem usar IDRs de <=30mA e porquê?

DEsculpem a insistência mas para mim não basta seguir as regras, gosto de saber os porquês....

jaimereis
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 2011
Registado: 30 abr 2011, 11:56
Profissão: Electricista
Localização: Almada/Charneca da Caparica
Enviou: 2 vezes
Agradecimento recebido: 12 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por jaimereis » 16 mai 2014, 15:28

compreendo que actualmente a diferença seja baixa, mas à meia dúzia de anos , esta era considerável, e talvez dai se use muito os de 300mA, não sei...o pessoal habituou-se.....mas isto em calibres baixos, pois em blocos tipo vigi e outros a diferença é ainda grande...

por exemplo...em sistemas de arranque electrónico de motores, o uso de ID's de baixa sensibilidade é impraticável....pois os sistemas de rectificação de corrente provocam muitas "descargas" à terra....
Jaime Reis

Avatar do Utilizador
nelmindo
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 5076
Registado: 14 abr 2008, 10:52
Profissão: Electricista
Localização: PORTO
Enviou: 16 vezes
Agradecimento recebido: 144 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por nelmindo » 16 mai 2014, 15:29

Numa instalação onde a resitência de terra é abaixo dos 166 ohms (50V) ou 83 ohms (25V) e (repito "e") não obrigue a usar dispositivos DDR de alta sensibilidade (menor ou igual a 30mA). Se cumprir a "expressão" anterior, deve usar 0,3A ou mais (é só fazer as contas) como valor de referencia para a sensibilidade do DDR.

rainbow
Velha Guarda
Velha Guarda
Mensagens: 1187
Registado: 10 ago 2009, 10:15
Agradecimento recebido: 10 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por rainbow » 16 mai 2014, 16:43

Boa tarde.

Deixe-me fazer-lhe uma pergunta...supondo que calça o nº 40, você vai à sapataria e compra o nº 42? A diferença de preços não é assim tão grande.
Agora aplicando o mesmo raciocinio a um quadro eléctrico, vamos supor que precisávamos de um interruptor de 25A, porque não instalar um de 40A? Ou até mesmo de 125A? Epah, já agora um de 400A...agora pense lá um pouco, isto faz sentido? É claro que não. E porquê? Pelas razões que já foram enumeradas.
O uso de diferenciais de sensibilidade elevada está relacionado com instalações mais sensiveis do ponto de vista de utilização das pessoas, como por exemplo, banheiras de hidromassagem...
Que critérios devem ser considerados ao seleccionar a sensibilidade de um interruptor diferencial de final de linha?
O valor óptimo da sensibilidade do diferencial para garantir a protecção de pessoas e equipamentos é de 10mA a 30mA. Segundo a legislação em vigor, no art.º 531.2.6 refere que a utilização de dispositivos diferenciais de corrente diferencial-residual não superior a 30 mA é uma medida de protecção complementar contra os contactos directos, de acordo com a regra indicada na secção 412.5, justificando-se a sua utilização, nomeadamente, nos casos seguintes:
a) protecção dos cabos flexíveis que alimentem aparelhos móveis ou portáteis, onde o uso ou o envelhecimento desses cabos possam provocar a deterioração do isolamento ou a rotura do condutor de protecção sem que esses defeitos sejam detectados;
b) protecção das instalações em que as condições de utilização dos equipamentos eléctricos sejam severas, por exemplo, quando os riscos de humidade prejudicarem o bom isolamento dos equipamentos ou ainda quando a ligação à terra for aleatória (veja-se 531.2.6.1).
Por outro lado, os dispositivos de protecção podem garantir a protecção contra os contactos indirectos satisfazendo as regras indicadas na secção 413.1, nomeadamente nos casos seguintes:
- a resistência do eléctrodo de terra das massas tenha um valor superior a 500 no esquema TT (veja-se 531.2.6.2);
- a construção de um eléctrodo de terra seja, na prática, de difícil realização.
Para instalações especialmente húmidas (piscinas, etc..) é recomendado utilizar diferenciais mais sensíveis como, por exemplo, interruptores diferenciais com uma sensibilidade de 10mA. Por outro lado, para a protecção apenas dos equipamentos (e evitar o consequente risco de incêndio), um valor de sensibilidade de 300mA é o mais apropriado. Acrescenta-se que segundo a legislação em vigor, no art.º 482 onde se definem as medidas de protecção contra incêndio, no que diz respeito à corrente diferencial-residual estipulada, esta não deve ser superior a 500mA.

Fonte: Interruptores diferenciais

Avatar do Utilizador
nelmindo
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 5076
Registado: 14 abr 2008, 10:52
Profissão: Electricista
Localização: PORTO
Enviou: 16 vezes
Agradecimento recebido: 144 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por nelmindo » 17 mai 2014, 16:33

rainbow Escreveu:Boa tarde.

Deixe-me fazer-lhe uma pergunta...supondo que calça o nº 40, você vai à sapataria e compra o nº 42? A diferença de preços não é assim tão grande.
Agora aplicando o mesmo raciocinio a um quadro eléctrico, vamos supor que precisávamos de um interruptor de 25A, porque não instalar um de 40A? Ou até mesmo de 125A? Epah, já agora um de 400A...agora pense lá um pouco, isto faz sentido? É claro que não. E porquê? Pelas razões que já foram enumeradas.
O uso de diferenciais de sensibilidade elevada está relacionado com instalações mais sensiveis do ponto de vista de utilização das pessoas, como por exemplo, banheiras de hidromassagem...
Que critérios devem ser considerados ao seleccionar a sensibilidade de um interruptor diferencial de final de linha?
O valor óptimo da sensibilidade do diferencial para garantir a protecção de pessoas e equipamentos é de 10mA a 30mA. Segundo a legislação em vigor, no art.º 531.2.6 refere que a utilização de dispositivos diferenciais de corrente diferencial-residual não superior a 30 mA é uma medida de protecção complementar contra os contactos directos, de acordo com a regra indicada na secção 412.5, justificando-se a sua utilização, nomeadamente, nos casos seguintes:
a) protecção dos cabos flexíveis que alimentem aparelhos móveis ou portáteis, onde o uso ou o envelhecimento desses cabos possam provocar a deterioração do isolamento ou a rotura do condutor de protecção sem que esses defeitos sejam detectados;
b) protecção das instalações em que as condições de utilização dos equipamentos eléctricos sejam severas, por exemplo, quando os riscos de humidade prejudicarem o bom isolamento dos equipamentos ou ainda quando a ligação à terra for aleatória (veja-se 531.2.6.1).
Por outro lado, os dispositivos de protecção podem garantir a protecção contra os contactos indirectos satisfazendo as regras indicadas na secção 413.1, nomeadamente nos casos seguintes:
- a resistência do eléctrodo de terra das massas tenha um valor superior a 500 no esquema TT (veja-se 531.2.6.2);
- a construção de um eléctrodo de terra seja, na prática, de difícil realização.
Para instalações especialmente húmidas (piscinas, etc..) é recomendado utilizar diferenciais mais sensíveis como, por exemplo, interruptores diferenciais com uma sensibilidade de 10mA. Por outro lado, para a protecção apenas dos equipamentos (e evitar o consequente risco de incêndio), um valor de sensibilidade de 300mA é o mais apropriado. Acrescenta-se que segundo a legislação em vigor, no art.º 482 onde se definem as medidas de protecção contra incêndio, no que diz respeito à corrente diferencial-residual estipulada, esta não deve ser superior a 500mA.

Fonte: Interruptores diferenciais


Um bom exemplo.

AFMLou
Curioso
Curioso
Mensagens: 9
Registado: 05 jan 2019, 19:39
Profissão: Varredor de lixo na sociedade
Localização: Lisboa

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por AFMLou » 10 jan 2019, 23:00

Boa noite,

estou a estudar o quadro eléctrico da minha residência (Que pretendo reformular), e gostaria de saber se o seccionamento que fiz na imagem faz sentido.

Coloquei um Geral de 80A à entrada do Quadro;
Coloquei um diferencial de 30mA para os circuitos de Iluminação exterior - Termoacumulador - Iluminação WC - Tomadas WC;
Coloquei um ID 40A para os restantes circuitos.

Tudo o que é tomadas/máquinas será a 2.5mm, iluminação a 1.5mm, assim como o forno/placa será 6mm, termo com alimentação independente a 2.5mm.

Imagem

Há algo que possa modificar? Que não esteja correcto?

Uma última questão, para alimentar este QE (no sentido Alimentação contador -> contador -> QE ), qual deverá ser a cablagem a utilizar? 6mm? 10mm?

joao-pt
Team Apoio
Team Apoio
Mensagens: 830
Registado: 02 out 2014, 21:42
Profissão: Técnico
Agradecimento recebido: 137 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por joao-pt » 11 jan 2019, 09:23

ID de 40A? Qual é o valor da corrente diferencial? Estamos a falar de instalação nova ou alterar a existente?

AFMLou
Curioso
Curioso
Mensagens: 9
Registado: 05 jan 2019, 19:39
Profissão: Varredor de lixo na sociedade
Localização: Lisboa

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por AFMLou » 11 jan 2019, 09:29

joao-pt Escreveu:
11 jan 2019, 09:23
ID de 40A? Qual é o valor da corrente diferencial? Estamos a falar de instalação nova ou alterar a existente?
Substituir a que está atualmente era a ideia. Mas antes disso perceber o que tenho que fazer

RicardoENTA
Aprendiz
Aprendiz
Mensagens: 123
Registado: 09 out 2016, 14:14
Profissão: Estudante
Localização: Açores, São Miguel
Agradecimento recebido: 9 vezes

Re: Interruptores Diferenciais - Questões

Mensagem por RicardoENTA » 11 jan 2019, 22:33

Boas, qual a potência contratada ? esse geral de 80 A parece um exagero

Teve em conta:

fatores de uso,
fatores de simultaneidade,
fator de expansão?
Ninguém é tão pequeno que não possa ensinar, nem tão grande que não possa aprender"

Responder

Voltar para “Dúvidas”